Relatório ABPS de Moda Plus Size Internacional 

A quem se destina

Empresários, gestores de empresas ligados à produção, suprimento, comércio externo, atacado e varejo de artigos têxteis e confeccionados, além de entidades de fomento, consultorias e financeiras interessados em investir e conhecer mercado plus size.

 

 

- Relatório analítico fornecendo informações sobre o mercado de moda e a cultura de consumo plus size nos EUA, mapeando aspectos como:

• Comunicação das Marcas de Moda Plus Size.

• Modelos de negócio e pontos de Venda (visual merchandising) das marcas.

• Ações de ativismo e empoderamento GORDO na web.

• Mídias sociais, blogs, sites e influenciadores digitais.

• Eventos de atacado e varejo de moda plus size, feiras de rua, concursos.

de beleza, movimentos mainstream e periféricos.

• Atitude, comportamento dos consumidores e moda nas ruas.

• Novos estilistas, análise de peças, modelagem, estilização, tendências, etc.

Esse relatório conterá uma avaliação completa do mercado de moda plus size norte- americano e cultura do consumo plus size em Nova York a partir de observação feita entre os meses de setembro de 2017 a maio de 2018.

O relatório está dividido em quatro sessões (Comportamento, Marca, Especialidades e

Cultura). Cada sessão tem uma parte visual e uma verbal: a parte visual será constituída

por fotos/imagens e a parte verbal traz comentários e análises com descrição e avaliação

dos temas abordados.

Conteúdo exclusivo em versão impressa

Conteúdo

Resumo

 

 

"O mercado de moda plus size está em evidência e apresenta-se como um segmento promissor no mundo todo. No Brasil, a perspectiva de crescimento é de 10% ao ano, segundo a Abravest. Nos Estados Unidos, o mercado está mais avançado, com algumas marcas plus size consolidadas há mais de 100 anos e essa indústria avaliada em 20,4 bilhões (Bloomberg).

 

No entanto, 77% das consumidoras plus size norte-americanas ainda consideram difícil encontrar peças bem modeladas e que vistam bem (Modcloth), e 88% afirmam que estariam dispostas a gastar mais se houvessem mais opções atraentes no mercado (Bustle), o que evidencia o enorme potencial desse mercado, que ainda não vem sendo explorado adequadamente.

 

No passado, a categoria plus size foi largamente alojada on-line, com os varejistas oferecendo opções limitadas em design, sem informação de moda e tendências, e orientados pelas noções tradicionais de adequação de tamanho. Com a categoria plus crescendo, marcas e varejistas estão reconhecendo a necessidade de projetos inclusivos, representação e oportunidades de compras. Influenciadores e marcas independentes estão conduzindo as mudanças, responsabilizando a indústria pela promoção de corpos reais.

 

O futuro cada vez mais aponta para uma ampliação do mercado plus size, incluindo, por exemplo, setores como o luxo e o masculino". 

Aliana Barbosa Aires

Pesquisadora, Mestra em Comunicação e Práticas de Consumo, Doutoranda em Moda Plus Size na Parson School 

ENCOMENDE O SEU.

1f126515-b81d-4d69-8c9f-06ec2edc16f9_edi
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram